“Eu Amo o Rap De Verdade”, confira entrevista exclusiva com Dimenó- Alvos da LeiO Dimenó – Alvos da Lei é um mano que vive pelo rap há muitos anos, e



O Dimenó – Alvos da Lei é um mano que vive pelo rap há muitos anos, e apesar de todos os obstáculos, ele vem se mantendo firme em seus propósitos.
O Dimenó é um rapper que tem o dom de escrever, ele compõem músicas com a mesma facilidade ,de quando ele sobe no palco e leva o público ao delírio com seu show.
E apesar de tanto talento e afinidade com o público do rap nacional, o último projeto lançado pelo Dimenó o Projeto Sem Fronteiras sofreu varias criticas.
Por esse motivo o Portal Rap Nacional fez uma entrevista exclusiva com o Dimenó -Alvos Da Lei, onde o rapper explicou sobre seus novos projetos e definitivamente abriu o coração.
Confira a entrevista e baixe 4 músicas inéditas do Dimenó, e deixe seu comentário
Portal Rap Nacional : Foi publicado recentemente uma matéria sobre os novos projetos do Alvos da Lei o ” Sem Fronteiras” mais parece que muitas pessoas não entenderam muito bem , então gostaria que você explicasse o que é esse projeto “Sem Fronteiras”?
Dimenó: No início era apenas uma musica com part.de Planet Ásia e Turbim (americanos) e a produção louca de DJ LÊ mega beats produções. Mas trocando idéia com o meu mano Preto Rock decidimos produzir um disco chamado Alvos da Lei sem Fronteiras no qual participariam alguns grupos internacionais e outros nacionais. Só não contava com a extensa quantidade de musicas, e de grupos de rap envolvido no bang, foi da hora pois aconteceu naturalmente.
O problema é que nesse trampo foram feitas 58 musicas com produções nacionais e gringas fiquei com dor de cabeça pra escolher as musicas, e estou até hoje. Então decidi dividir o disco Dimenó Sem Fronteiras com a maior quantidade de grupos internacionais, e com o Alvos da Lei “Muitos Foram Chamados Poucos Foram Escolhidos” com a maioria nacional,e o Latino Americano,voltado mais para a cultura Low Rider com grupos que são considerados sem nome por não terem disco gravado que pra mim é absurdo quando perguntam sobre uma festa e dizem: que grupo de nome vai cantar ? . Enfim Sem Fronteiras se transformou em 3 projetos .
P.R.N: Como você pretende trabalhar junto com tanta diversidade entre os rappers nacionais e os gringos porque mesmo sendo estilo gangstar eles possuem suas diferenças ?
Dimenó: Não vai ter problema algum, todos estão com a maior disposição para trabalhar. Diferenças existem até dentro da nossa casa e conseguimos administrar, estou tentando fazer um intercâmbio cultural, trazer não só a musica dos caras mas também eles para cá e vice versa,se tudo ocorrer como planejado vamos cruzar as fronteiras logo mais,não só eu mas todos que estão no projeto.
P.R.N: Há alguma previsão de quando irá ficar pronto algum trabalho ?
Dimenó: Bom os 2 primeiros que citei Dimenó Sem Fronteiras e o Alvos da Lei “Muitos Foram Chamados Poucos Foram Escolhidos” já esta 90% prontos.
P.R.N: A parceira com rappers gringos causou uma certa polêmica entre alguns fãs do Alvos da Lei como você analisa isso ?
Dimenó: Isso é culpa de alguns manos do rap nacional que deixa o público confuso, muitos falam mau dos gringos mas se vestem como eles,cantão como eles,rimam sobre as mesmas coisas que ales,querem viver como eles. Na verdade querem ser eles só que ninguém admite,é igual quando o XIS foi pra TV vários queriam ir também,mas o convidado foi ele. Como ele não foi bem por todos foi crucificado,era a época do não a isso não aquilo em que ir para a tv era um crime,o mano tinha outra visão pra mim ele tava vários passos a frente de nós, ninguém apoiou e muito menos o respeitou. Aquele álbum Seja Como For esta entre os melhores de todos os tempos 12 anos depois ,ele ainda é atual.pra você ver hoje é normal ir pra tv , beber wisky ,cerveja no palco,é normal cantar uma coisa e viver outra. Quem sofre é o público que não sabe mais o que é verdade e o que é mentira, comprando propaganda enganosa onde os revolucionários estão se perdendo e deixando os seguidores só na postura sem rumo no meio da guerra. Vejo muitos querendo desesperadamente pegar os milhões, nem que pra isso tenham que se prostituir, se vender, palavras que se perderam com o tempo e se transformou em progresso .
Muitos desses fãs tem olhos, mas não enxerga, o problema é outro e a culpa não é deles,em um mundo onde os mcs de rap que não consegue o sucesso viram mcs de pancadão, num mundo onde a contradição virou moda, isso é apenas o começo da confusão hoje o foco é só din din, mulheres,carro importado,ostentação,arrogância ,chega de mensagem positiva que hoje é vista como areada discurso. Hoje a cara é ficar rico beber no copo do inimigo OPÁ comigo não, no deserto eu enxergo a miragem não vou cuspir na minha historia e nem no meu público, EU QUERO CASH,MAS SEM FICAR DE QUATRO ,SEM JOGAR CONFETI
P.R.N: Voltando ao Alvos da Lei especificamente quem está na atual formação do grupo? quem irá te acompanhar nos shows daqui pra frente ?
Dimenó: Dimenó, DJ MF ,Digão , J.Jota e Preto Rock [Alvos da Lei], contando com a part.do A Fallange, Betão[Qi Racional] D.Jota e DJ Sales[Família Nacional] e Scorpion
P.R.N: Você é um rapper muito querido pelo público do rap nacional , mas mesmo assim recebeu várias criticas devido aos seus novos projetos, no passado quando o Alvos da Lei sofreu a perca do Gilmar , quem que esteve do seu lado ?
Dimenó: Vários manos somaram Dj K, Betão, Preto Mi, JR e Marcio[irmãos do Gilmar] Dú CorreCcicatriz,Zinho,Wallace,minha família,Preto Rock e DEUS principalmente!
P.R.N: Você tem seus trabalhos no rap , o seu estúdio Bomba Caseira, agora esse projeto Sem Fronteiras,mais você ainda não vive só do rap, como você encara isso , em cima dos palcos Dimenó rapper e fora dos palcos mais um trabalhador comum que folga só nos domingos ?
Dimenó: Poucos sabem disso, mas nunca vivi do RAP,como vários outros também não [que só vivem de aparência]. Sempre trampei,sempre fiz meus corres ,se fosse pelo dinheiro já teria parado uns 10 anos atrás, EU AMO O RAP DE VERDADE,aprendi que é 1 por amor e 2 pelo dinheiro em 1990,acho que eu e vários outros manos levamos muito a sério essa idéia( risos)
Fazer o que não sei lidar com cifrão,não sei negociar,as pessoas que me acompanhavam também não,sempre quis cantar fazer música,isso que me mantém vivo. Parece mentira mas nunca pensei em ter uma vida de luxo através do rap,só pensava em pagar as contas me alimentar,sei lá um meio de transporte simples,pois eu sou um cara simples, até hoje eu penso assim, esse pensamento atrapalhou a valorização da minha apresentação,mas o que posso fazer sou feliz assim gosto de estar no meio do meu povo,nas festas beneficentes,gosto tanto que no ano passado só fiz um show com cachê o resto foi tudo na faixa (risos) vida louca. Faço uns corre vendendo camisetas, trabalho numa metalúrgica,vendo meu cd de mão em mão e outras fitas a mais estou nem ai se vou ganhar dinheiro algum dia,meu sonho nunca foi esse, meu sonho era ver os manos cantando minhas músicas, em casa, com sua família,comentando sobre a letra,entendendo,criticando positivamente,meu sonho era ver os manos terem orgulho de citar a quebrada onde moram,enxergar e fazer um corre pra melhorar os problemas da comunidade,ver que as drogas ,bebidas alcoólicas e o crime não compensam,demonstrar o amor e respeito ao próximo,estudar se formar em alguma profissão pra juntar um dinheiro,se pá é só um sonho mesmo.
Quer saber de uma coisa demoro “o seu comercial de tv não me engana, eu não preciso de status nem fama,seu carro sua grana já não me seduz e nem a sua pu.. de olhos azuis.”vivo essa rima do Brown todo dia.O estúdio Bomba Caseira é do made in favela,e da mais dor de cabeça do que dinheiro,tem mano que ainda não entende que temos que valorizar o que é nosso,o que esta próximo da gente. O Bomba Caseira adianta mais outros do que a si próprio,a minha vida fora do palco é a mais simples possível tento mostrar que somos todos iguais,somos capazes de fazer a diferença na hora certa,que temos que nos dedicar,correr e não ficar se lamentando esperando ajuda dos outros. Vejo muita cobrança,sou muito cobrado mas não cobro ninguém,tem que ter atitude ir pra cima,faço música porquê gosto esta no sangue e já era,os manos que trabalham comigo na metalúrgica não acreditam que eu estou trampando lá eles pensam que todos os manos e minas do rap ganham muito dinheiro ( risos)
P.R.N: A música “Os Bicos Falam Um Monte” você escreveu em respostas as criticas, na frase ” Ando pelo deserto mais não bebo qualquer água” é pra deixar claro que os gringos não vão “comprar” o seu rap, como muitos estão pensam quando ouvem falar em parcerias estrangeiras?
Dimenó: Eu quis dizer que já me ofereceram e me oferecem ajuda pra matar minha sede,mas pra isso tenho que trair a mim mesmo,cuspir nos meus valores,jogar todo meu passado fora e viver uma mentira,fazer muita coisa que sou contra. Muitos andam pelo deserto, mas só poucos são tentados pelo diabo, e quase nenhum resiste.
P.R.N: Nessa ponte Brasil e Inglaterra o que espera disso , quais suas expectativas, já que você é um dos idealizadores do projeto?
Dimenó: Primeiramente espero fazer musicas boas ,divulgar o rap nacional,mostrar que tem muitos talentos no Brasil. Fazer shows, conhecer outras culturas,era pra eu ter ido no começo deste ano,esta tudo no esquema mas para tudo há seu tempo vamos de acordo com a permissão de DEUS e nosso senhor Jesus cristo,e o dinheiro que venha por conseqüência de um trabalho bem feito.
P.R.N: Quando você para pra pensar em tudo que você ja viveu no rap em todos esses anos, entre alegrias e tristezas, valeu a pema ? você faria tudo de novo ?
Dimenó: Lógico que faria,só me arrependo de uma coisa ,de não ter dado o mesmo amor e atenção pra minha mãe e meu filho como dei para o rap
P.R.N: Como você analisa o rap nacional hoje? E o que você diria para quem esta começando agora ?
Dimenó: Mais mentiras do que verdades. Quem esta começando tem que ter um foco ,mirar acertar e só depois buscar outro,seja dinheiro,fama ,mulher,estabilidade. Se aperfeiçoar,mas tem que ser sincero admitir q é isso que você quer,todos tem sonhos ,todo sonho tem um preço, e todos cedo ou tarde paga o preço.
P.R.N: Deixe suas considerações finais…
Dimenó: Quero agradecer primeiramente a DEUS pela respiração e o batidão do meu coração,a todos do Portal Rap Nacional por existir e correr em prol do bang.
A toda minha família que sempre me achou um louco, Digão J.Jota ,Bola, DJ MF pela lealdade, A Fallange por me valorizar como amigo e profissional,a todos do ADL e da comunidade por somar comigo,Família Nacional, Scorpion,QI Racional,Mano Pool[A Fusão]Dudu Nascimento,Vraz 77,Dú Conceito,Ninja,Téco ,dado,os manos da galeria 24 de Maio, kings,Ichiban,og pride,1DASUL ,Ferréz,Negredo ,Mauricio DTS,Féx,Cris projeto rookie ,DJ Edd[uai som produções],U Clan ,2080 a Matilha,Marlown , Racionais Msc, Slun,. Logo mais é nóis rapaziada, Budog tamo junto ,JR Marcio, DNA, Sebastiana amo todos vocês,a.todos que fazem parte da cultura Low Rider,b.boys,grafiteiros,dj,mcs,tatuadores,skatistas a rua e o gueeto é nóis, as mulheres que estão conquistando o seu espaço no Hip Hop,Preto Rock pelos corre,USG Inglaterra,Celso

OPP [cabo verde]a todos que estão fazendo parte do projeto Sem Fronteiras,o público que não abandona o rap e a todos que ainda acreditam no rap nacional.
PAZ!

Faça agora o downoado de 3 músicas exclusivas que fazem parte do “Projeto Sem Fronteiras“.
    Os bico fala um monte exclusiva portal rap nacional.mp3

Contatos : Alvos da Lei
dimeno.adl@hotmail.com / jr78@hotmail.co.uk

fonte: RAP NACIONAL


Compartilhar Google Plus

Autor paula forever

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo digitando o texto no html .

Postagens Relacionadas

Mensagem mais recente Mensagem antiga Página inicial