DINA DI = VISÃO DE RUA



- Março de 1995... na cidade de campinas, surge no cenário do Rap... Dina Di, com sua primeira música de trabalho, "Confidências De Uma Presidiária", que relata o dia-a-dia do sistema carcerário feminino. Essa música foi a porta de entrada para o Hip Hop Nacional, ou seja, o primeiro grande passo de uma longa caminhada!
- 1996... a rapper Dina Di lança o single "Periferia é o alvo" acompanhado do video-clipe "Irmã de Cela". Graças à boa aceitação do público e à sua disposição, deu-se início a uma série de shows pelo Interior Paulista e pelo Brasil. Cidades como São Paulo (capital), Limeira, Sertãozinho, Jundiaí, Sorocaba, Araraquara, Brasília, Goiânia, Rio de Janeiro e Porto Alegre, já prestigiaram a presença da Guerreira do Rap... Dina Di.
- 1997/98... lançou no mercado fonográfico o primeiro Álbum Solo, intitulado "Herança do Vício". Deste trabalho, as faixas de maior destaque são "Marcas da Adolescência" e "Mulher de Fato". Aos poucos, Dina Di foi conquistando seu espaço e ganhando o respeito dentro do Rap Nacional.
- 2000... ganhou o prêmio Hutus como *Melhor Grupo Feminino*; participou da coletânea "KLjay na Batida V.2" com a música "Mente Engatilhada" e lançou seu segundo vídeo, com participações do próprio KLjay, e outros parceiros do Rap, como Helião, Negra Li, DJ cia, Rubia (RPW).
- 2001... lançou o terceiro disco, "Ruas de Sangue". Duas músicas desse CD são executadas até hoje nos programas de Rap das rádios brasileiras: "Mulher de Malandro" e "Meu filho, Minhas Regras". No final de 2001, Dina Di ganhou, pela segunda vez, o prêmio Hutus, na categoria *Melhor Grupo Feminino*... passando a ser considerada a melhor Rapper Feminina do país.
- 2003... ela lança seu terceiro álbum "A Noiva Do Thock". Esse disco teve uma forte repercussão por todo o Brasil. Foi indicado em 3 categorias no Hutus: melhor música (A Noiva Do Thock); melhor grupo ou artista solo; melhor álbum do ano (2003). As faixas "Corpo em Evidencia", "Amor e Ódio", e "A Noiva Do Thock" ficaram entre as mais tocadas na 105 FM (Programa Espaço Rap). Neste mesmo ano, ganhou também o prêmio *Hip Hop Top* e continuou forte na ativa.
- Final de 2004... com toda a disposição que uma verdadeira Guerreira do Rap possui, Dina Di participa da coletânea *Microfone Aberto* (KLJay) com a música "Dormindo com o Agressor".
- 2006/2007... entra em estúdio e começa a produzir seu quarto disco solo..." O Poder Nas Mãos". O álbum conta com a participação do "Dagruta" (banda de SP) responsável pela produção de 8 faixas e por todos os instrumentos executados no CD (exceto por instrumentos gravados nas produções do DJ Raffa). Este disco é sem igual. Dina Di se superou mais uma vez como autora, de todas as faixas, e também produtora (e co-produtora) em muitas delas. Além de MC, ela vem mostrando o seu lado musical. Este Disco, fruto de muita força de vontade e determinação, foi produzido de forma independente, sem o apoio de uma gravadora. São poucos que acreditam no *Rap (Nacional) Feminino*. Mas, com o respeito conquistado, Dina Di sempre contou com pessoas de grande prestígio e caráter... contribuindo de forma direta para que sua carreira se tornasse, cada vez mais, um projeto vencedor. Entre essas pessoas estão: "Estefano" (XXL), responsável pelo visual do grupo "Visão de Rua". Tem patrocinado a rapper por 7 longos anos, nos altos e baixos; "KLjay" (Racionais MC´s), que sempre acreditou... mesmo quando todos desacreditaram... produzindo vários sucessos: "Mente Engatilhada", "A Noiva Do Thock", "Dormindo com o Agressor", e a mais nova faixa"É Nois", juntamente com o Dagruta, que se encontra no novo álbum; "DJ Raffa" (do DF), que participou do disco como produtor de 2 faixas; "Denis Salgado", "Victor Salgado" e "André Muniz" - todos do "Dagruta"; "Ariel", "Helião", "DJ Adriano", "Wgee" (Consciência Humana), “Markão (DMN)”, que participou no CD da maneira mais consciente possível!! Enfim... Dina Di não está só! E veio para provar que "o tempo nunca apaga os verdadeiros". **É hora de Avançar** ... Dina Di na Ativa...
- 2008... com inúmeros projetos novos, o momento é precioso e de total atenção na promoção e distribuição do 4º (e novíssimo) Álbum "O Poder Nas Mãos", que conta com o apoio dos patrocinadores: XXL, Porte Ilegal (Galeria 24 de Maio – SP), Marola Discos e todas as lojas que representam o Rap no Brasil.

A DINA DI foi indicada ao prémio hutuz 2008 nas categoria Melhor Álbum e Grupo ou Artista Solo vamos vota

para baixa a musica do visão de rua com o realidade cruel
http://dc45.4shared.com/download/68351781/e823f335/Dina_Di_e_Relidade_Cruel_-_Ultima_Chance_.mp3?tsid=20081025-083518-c2c33c55

RAPadura


RAPadura

Francisco Igor Almeida do Santos, mais conhecido como RAPadura Xique Chico, nasceu em Lagoa Seca no Ceará no ano de 1984, e hoje é um cantador que deixou seu corpo para habitar o sentimento de outros. É um artista ativista, ou como o mesmo prefere se denominar, um Art’vista.
O rapper RAPadura desenvolve um trabalho voltado para o universo do canto falado. Uma mistura arrojada de Rap com a tradição da cultura popular brasileira, que tem suas raízes matriciais com a Embolada e o Repente. O rapper também mistura seus versos com jazz, funk, soul, valsa, marchinha de carnaval, bossa nova, samba rock e outros ritmos urbanos. São principais inspirações na composição de suas músicas: Heleno Ramalho, Luiz Gonzaga, Banda de Pau e Corda, Lia de Itamaracá, Patativa do Assaré, Mercedez Sosa, entre outros.
Suas letras são contundentes e exalam uma linguagem poética sem perder a identificação com o povo. Falam do nordeste, da seca, do agricultor, da mulher rendeira, como no trecho de sua música de trabalho Amor popular ”sou lavrador, trabalhador, sou sonhador cantador, eu vim da seca, da palhoça pra expressar meu amor”. As letras também falam da cidade e dos processos de urbanização - “presente seco, boca amarga, coração em nó, cidade grande, quem sabe um dia um futuro melhor” - trecho da música À Cidade Grande.
A intimidade de RAPadura com a música é natural. Prova disto foi a conquista em 2007 do Prêmio Hútuz (RJ) como melhor artista do Norte-Nordeste. O seu show é uma verdadeira celebração, onde no palco tem-se uma comprometida parceria com artistas e ativistas do campo e da cidade.
Este é o RAPadura Xique Chico, rapper ímpar na cultura brasileira. RAPadura por essência, Xique por resistência, Chico por sorte de ‘bença’. E o mesmo complementa: “Sou RAPadura, e todos me conhecem como povo.”




PRINCIPAIS ATUAÇÕES DE Rapadura:
• Cara e Cultura Negra – Brasília (DF) 2007;
• I Festival Nacional Rap & Repente – Campina Grande (PB) 2007;
• IV Campeonato Internacional de B. Boys – Macapá (AP)2007;
• Hutúz Festival - Rio de Janeiro (RJ) 2007;
• Pelourinho na Rota da Rima – Salvador (BA) 2007;
• Espaço Rap – São Paulo (SP);
• Marco Zero – Recife (PE) 2007.





Contatos para Shows:
Paula Azeviche - Produtora
71 3328-5658/71 9999-3061
paulazevixe@hotmail.com
← Anterior Proxima → Inicio

Seguidores

Teste Teste Teste Teste

Com tecnologia do Blogger.

About me

luter3d@hotmail.com
hiphopnoar2008@hotmail.com


CONTATOS

CONTATOS
CONTATOS: luter3d@hotmail.com Luter

Formulário de contato

Nome

Email *

Mensagem *

Google+ Followers

Total de visualizações

Doggueto Original Hip Hop Wear

Doggueto Original Hip Hop Wear
Não simplemente uma logomarca mais sim uma forma inovadora de vestir o público jovem ................................ CLIQUE NA IMAGEM E CONFIRA

Visualizações

Archives

SUBURBANO CONVICTO

SUBURBANO CONVICTO
Livraria Suburbano Convicto * Especializada em Literatura Marginal Rua 13 de Maio, 70 - 2o and - Bixiga São Paulo - SP - CEP: 01327-000 (11) 2569-9151 www.livrariasuburbanoconvicto.blogspot.com suburbanoconvicto@hotmail.com * De segunda à sexta, das 10h às 19h

Minha lista de blogs

Translate

Teste Teste Teste Teste

NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA

Popular Posts

Teste Teste Teste Teste


contador gratis

Flickr Images

Pages - Menu